O que é Exatidão

O VIM possui termos e definições que pertencem ao mundo das ideias (inteligível) e termos que pertencem ao mundo sensível (concreto). A aproximação da ideia se dá a partir do desenvolvimento e prática das definições equivalentes no mundo sensível. Seguindo nesse viés filosófico, o assunto desse artigo está relacionado com a interpretação desses conceitos muitas vezes de difícil compreensão prática, que permeiam o meio metrológico e com frequência são confundidos ou mal interpretados.
O que é Exatidão

Sem ter a pretensão de esgotar o assunto, serão abordados neste artigo, alguns termos para uma análise mais profunda. O termo central aqui exposto  é a exatidão, mas na medida em que buscamos uma melhor compreensão do termo, fatalmente teremos que aportar a outros termos relacionados.

De acordo ao VIM 2012, Exatidão é o grau de concordância entre um valor medido e um valor verdadeiro dum mensurando.  Valor verdadeiro é impossível de ser determinado. Por definição valor verdadeiro é compatível com a definição da grandeza e a definição das unidades de medida das grandezas remete a conceitos abstratos como, por exemplo, a definição da corrente elétrica: “O ampère é a intensidade de uma corrente elétrica constante que, mantida em dois condutores paralelos, retilíneos, de comprimento infinito, de seção circular desprezível, e situados à distância de 1 metro entre si, no vácuo, produz entre estes condutores uma força igual a 2 x 10-7 newton por metro de comprimento.” Vemos assim termos como comprimento infinito, entre outros que mostram a impraticabilidade dessas definições no mundo concreto.

A “exatidão de medição” é também algumas vezes entendida como o grau de concordância entre valores medidos que são atribuídos ao mensurando, conforme nota publicada no VIM (2012). Neste ponto percebe-se que ao falar de exatidão se fala também em precisão que por definição é o “Grau de concordância entre indicações ou valores medidos, obtidos por medições repetidas, no mesmo objeto ou em objetos similares, sob condições especificadas.” VIM 2012. Com isso podemos vislumbrar que o conceito de exatidão remete a proximidade do resultado ao valor verdadeiro e também a coerência entre resultados repetidos (relacionados respectivamente ao erros sistemáticos e a erros aleatórios.)

Outro termo próprio para abordarmos  é a Veracidade que por definição é o grau de concordância entre a média dum número infinito de valores medidos repetidos e um valor de referência. Em nota temos que veracidade está relacionada ao erro sistemático e não ao erro aleatório, ou seja, não leva em conta a dispersão dos resultados, mas a sua localização (por isso a média de um nº infinito de valores). Este é mais um termo que na prática é impossível de se determinar pela própria definição. Porém podemos ver claramente que a tendência é a estimativa da veracidade, conforme definição: Tendência: “...estimativa dum erro sistemático. Ou quando se trata de um sistema de medição temos: “...a diferença entre a média de repetidas indicações e um valor de referência...”.

Com base nessas definições podemos chegar a seguinte questão: como determinar (ou nos aproximar) da exatidão. A exatidão é uma definição que em alguns casos abrange o conceito de veracidade e de precisão concomitantemente. Não é uma questão de ser ou não ser exato uma vez que não é atribuído um número e não há parâmetros para dizer se se é ou não exato. Podemos dizer mais ou menos exato quando, por exemplo, fizemos uma comparação de resultados. Mas, em termos práticos, necessitaremos de outras definições mais palpáveis. Assim como Exatidão, a Veracidade é da mesma forma impossível se determinar, pela própria definição. Aí passamos a conceitos mais concretos como tendência e precisão, que juntos podem dar uma ideia de exatidão. Tendência é a forma prática de se determinar a veracidade, pois se trata de uma estimativa da veracidade e possível de ser realizada. Da mesma forma a precisão também se torna algo palpável na medida em que pela definição podemos expressar numericamente através de um desvio padrão por exemplo. Assim exatidão pode ser traduzida no mundo concreto como uma junção de precisão e tendência.

A exatidão também aparece algumas vezes confundida como parâmetro qualitativo. É importante lembrar que estamos falando de grandezas que por definição devem ser expressas quantitativamente. Em uma medição necessariamente se obtém um valor (conjunto formado por um número ou referência que constitui a expressão quantitativa). No termo medição (VIM) podemos ver que não se aplica propriedades qualitativas (ver conceito de medição no VIM 2012). Isso não impede obviamente de atribuirmos uma qualificação, mas aí a coisa é relativa, o que é bom pra um pode não ser para outro, ou seja,  tudo dependerá de critérios pré-estabelecidos.

Há conceitos que existem não para serem realizados, mas compreendidos. Trata-se de  ideias, onde podemos nos aproximar à medida que buscamos no mundo concreto, ferramentas para tal.         

Gerson Eduardo de Mello
Sócio Diretor 
EXACTUS Metrologia e Qualidade

 

Treinamentos Relacionados

Confira os tipos de treinamentos relacionados a este artigo:

Autor do artigo:

Gerson Mello

gerson@exactusmetrologia.com.br

Comentar